CHRIS FRANCINI

LFW Fall/Winter 2016-17 - 2

Chris FranciniComment

Sophia Webster: Inspirada no filme Beetlejuice, de Tim Burton, a coleção trouxe nesta temporada um lado mais dark, com muita renda e tule. Os acessórios reforçam a proposta do desfile com mules, botas ankle e as bolsas de mão com frases personalizadas, um dos destaques da apresentação.

Erdem: Apresentou um mix de texturas e sobreposições cheio de referências. Destaque para a versão de saias franjadas, bastante presente na LFW, combinada com uma peça lisa para contrastar. 

Burberry: Nesta temporada, a marca traz referências dos anos 70, do glam rock e do militarismo. Aposta no mix de texturas, principalmente nos brilhos: lurex, paetê e tecidos metalizados que são usados junto com os trench coats, com estampas xadrez, listrado e militar combinados com botas pesadas.

Christopher Kane: Elementos-chave do desfile, as estampas florais desconstruídas deram um ar camponês a coleção, junto com os lenços que as modelos usaram na cabeça. Christopher investiu em aplicações e bordados como parte das peças, formando composições ousadas de tricôs, saias na altura dos joelhos e vestidos de cetim. Enquanto os casacos, blazers e sapatos variam entre plumas e peles. 

Peter Pilotto: Aurora boreal e a tundra ártica foram as inspirações para o inverno 2016/17 da marca. Os looks de cetim, veludo e rendas, surgem em tons gélidos e terrosos com estampas que representam os fenômenos naturais.