CHRIS FRANCINI

Chris em Paris

PFW - 7º Dia

Chris em Paris, Chris Francini, Consultoria de Moda, Conteúdo da Chris, Escolhas da Chris, Fashion, Marcas, Moda, Paris, Paris Fashion Week, TendênciasChris FranciniComment

Stella McCartney: Pelo visto o plissado assimétrico e o xadrez vichy vieram para ficar essa temporada e com um plus, suas cores fortes e vibrantes. Por outro lado, o desconstrutivismo oversized é a palavra-chave para a alfaiataria. Misturando malharia, transparências e o design vazado; a marca trouxe feminilidade sem perder e o cool urbano.

PFW SPRING 2016 - STELLA.jpg

Hermès: O chic despojado foi o destaque da coleção primavera-verão 2016 da Hermès, com o tênis como protagonista, compostos por looks super femininos e sporty. A cartela de cores inclui bastante tons terrosos, azul e laranja; mesclando tecidos como o  couro, o algodão, o camurça e a seda à estampas geométricas, são a nova fase para a casa Hermès.

PFW SPRING 2016 - HERMÈS.jpg

Saint Laurent: No estio "Rock Princess", o desfile conta com vestidos-camisolas, casacos felpudos, jeans e bastante brilho com uma silhueta bem anos 90. A pele à mostra por meio de fendas e transparência é o ponto forte do desfile que pode ser vista até pela calcinha por baixo dos vestidos. Podemos falar então que essa coleção é para que tem bastante atitude e ousadia com uma pegada bem  relaxada.

PFW SPRING 2016 - LAURENT.jpg

PFW - 5º e 6º dias

Chris em Paris, Chris Francini, Consultoria de Moda, Conteúdo da Chris, Dica da Chris, Escolhas da Chris, Fashion, Moda, Marcas, Paris, Paris Fashion Week, TendênciasChris FranciniComment

       Elie Saab: Conhecido pelos seus suntuosos vestidos de noite, o estilista optou por ter as rendas e o esporte como temas para esta coleção, sem deixar o estilo feminino de lado. Trouxe para o verão, blusões de seda listrados de várias cores. Destaque para os vestidos curtos e longos de renda, com uma paleta de cores que vai do branco e preto ao floral que ficou lindíssimo estampado sobre o tecido de renda!

       Mugler: Militarista suave puxado pro navy! É a melhor frase para descrever a coleção que a marca trouxe para a passarela. Destaque para assimetrias em alfaiataria com regatas brancas por baixo, couro preso por emblemas militares de metal, que formavam um top de um vestido com muita pele de fora, além de muitos recortes vazados, que deixam a mulher bem sexy! 

       Nina Ricci: Com tons de verde escuro, mostarda e ferrugem, a estilista deixou um pouco de lado a mulher tão feminina e delicada dos florais e tons de rosa, trazendo uma mulher fashion, vulnerável e sensual. Usou como referência a atriz austríaca Romy Schneider, juntamente com as qualidades orgânicas da cor verde com foco na textura. Destaque para os tecidos com cara de amassados e as penas implantadas em alguns vestidos, inspirados na década de 1990, período sombrio da moda grunge seguido pela alfaiataria minimalista.

       Kenzo: Com um ar dos anos 60, destacam-se a sandália bota recortada e os bodies de tela, que tornam a garota de 2016 com muita informação de moda e atitude. No armário, para essa estação, vai ter muita saia curta, calças amplas, blusas batas estruturadas e vestidões. A coleção é recheada de um patch de tecidos cheio de textura e cores, que estampam em formas geométricas a maior parte das peças desfiladas,

       Alexander Mcqueen: Flores e transparências dominam o verão 2016 da marca com belos vestidos de alfaiataria feitos de algodão, cheios de babados em cascata em todo o corpo, com uma paleta de rosa pálido, coberto de flores e laços esfarrapados. Inspirada pelos tecelões de seda do século 17 de Spitalfields, que se estabeleceram em Londres, trazendo sementes e bulbos em seus bolsos para crescer. Eram jardineiros e teciam suas flores para os padrões franceses em suas sedas. Por isso da escolha minuciosa dos detalhes de flores em cada peça da coleção!

       Celine: As peças que tomam conta da passarela nesta estação, são os vestidos-camisola com muita renda, que deixa de ser só acabamento para fazer parte dos vestidos, trazendo uma leve transparência. Também apresenta ótimos casacos e túnicas, além de blusas e vestidos ovalados que ficam entre camisolas antigas dos anos 80.

PFW - 4º Dia

Chris em Paris, Chris Francini, Consultoria de Moda, Conteúdo da Chris, Dica da Chris, Fashion, Marcas, Moda, Tendências, ParisChris FranciniComment

        Christian Dior: Simplicidade, leveza e o frescor do Sul da França é o que inspirou o estilista da marca, Raf Simons, à desenvolver esta coleção. Peças de algodão,  barras com ondulações e a transparência com sobreposições delicadas e bem sutil, são o ponto forte do desfile.

PFW SPRING 2016 - DIOR.jpg

        Issey Miyake: Nesta coleção a marca abusou da ornamentação das cores, um tanto "color-block", com os tecidos plissados criando uma ilusão de óptica em suas estampas tecnológicas. Com uma referência levemente étnica e franjas que lembram a ráfia deram o toque final à esse divertido e delicioso espetáculo.

PFW SPRING 2016 - ISSEY MIYAKE.jpg

        Isabel Marant: Sempre trazendo o tema boho chic às suas criações, desta vez não foi diferente, a estilista francesa nos teletransportou agora para a Índia onde houve a mistura do étnico cool, como as túnicas/caftãs estampadas, com futurismo dos anos 60, como as peças metalizadas, sem deixar de lado a silhueta dos anos 80, como as "baggy pants". Um desfile rico em detalhes com uma pegada bem street a marca traz uma mulher madura e viajada. 

PFW SPRING 2016 - MARANT.jpg

PFW - 3º Dia

Chris em Paris, Chris Francini, Consultoria de Moda, Conteúdo da Chris, Dica da Chris, Escolhas da Chris, Fashion, Moda, TENDÊNCIAS, Paris, MarcasChris FranciniComment

        Carven: Inspirado no fundo do mar, a mulher Carven agora está em uma aventura. Com um ar urbano e repleta de detalhes sporty, a marca trouxe um acabamento impecável com uma silhueta super fresh. Nota-se também alguns elementos masculinos como as camisas do tipo "roubei do meu namorado" o que torna essa coleção cool e sem dúvida contemporânea.

PFW SPRING 2016 - CARVEN.jpg

        Ann Demeulemeester: Uma coleção que pode-se dizer de cara fearless e com uma essência masculina, Sebastien Meunier, diretor criativo da marca, propôs o extremo da elegância ao misturar peças como o "choker"  de couro e os detalhes de metal à sofisticação e feminilidade da transparência, com uma silhueta reta e a fluidez de seus tecidos. 

PFW SPRING 2016 - ANN.jpg

        Balmain: Mais uma vez a marca reforça o SEXY, o moderno e o poder em seus desfiles! Olivier Rousteing, estilista da Balmain, abusa da silhueta bem justa brincando com as formas como se fossem costuradas no próprio corpo da mulher, com a cintura marcada, da mistura de elementos como os vestidos de macramê com peças vazadas aos babados . A cada show o jovem estilista nos surpreende ainda mais e com certeza a mulher Balmain deixa a sua marca por onde passa, não acham?

PFW SPRING 2016 - BALMAIN.jpg