CHRIS FRANCINI

Paris Fashion Week

PFW Fall/Winter 2016-17 - 5° Dia

Paris Fashion WeekChris FranciniComment

Elie Saab: Deixou de lado a menininha das temporadas anteriores para dar espaço para a uma coleção cheia de atitude, focada no preto em rendas, tules, fendas e transparência. O azul, vermelho e roxo surgem no desfile sóbrio, trazendo leveza aos looks. Sempre presentes na marca, delicados bordados de poás e florais. Entre os acessórios, as queridinhas botas de veludo e as gargantilhas.

Comme des Garçons: Coleção totalmente conceitual! Explorou os babados e volumes amplos, em tecidos acolchoados. As estampas florais têm forte referência a tradição japonesa. Destaque para os tênis brancos com plumas em rosa, tendência que pode surgir na próxima temporada.


PFW Fall/Winter 2016-17 - 4°Dia

Paris Fashion WeekChris FranciniComment

Loewe: A mistura do tecido rígido com o leve representa o outono-inverno da marca. O estilista Jonathan Anderson trouxe marcante e ao mesmo tempo, comercial. Saias assimétricas, plissados, couro e suéteres com mangas super longas. Os acessórios tiveram uma participação bastante importante no desfile, colares de gatinhos, máscaras ou em formato de bolsa. E mais uma vez, as gargantilhas chokers estiveram presentes.

Dior: Sem o diretor criativo Raf Simons, os estilistas Serge Ruffieux e Lucie Meier comandam o desfile da marca, em que mostram um outono/inverno nem tão clássico, nem tão futurístico. A coleção iniciada com looks pretos, passa por estampas florais e de animais e cores fortes como, por exemplo: o vermelho, laranja e verde. Brinca com o mix do colorido com o sóbrio e aposta na combinação de acessórios, principalmente, as bolsas que chamam atenção com suas novas versões, com porta-óculos e outros compartimentos. Destaque para a silhueta marcada, característica da Dior e os ombros bem marcados em mangas bugantes, ombro a ombro e golas altas. Faltou apenas um ponto de referência para a linha.

Isabel Marant: Inspirada nos anos 80, sua coleção traz um mix de tecidos e estampas cheias de atitude! Com direito a vinil, couro e tricô com estampas de animais, xadrezes e rendas transparentes. Em evidência, os babados e laços bem exageros, tradicionais da década. Nos cabelos, o famoso topete, como toda a coleção, em excesso. 

PFW Fall/Winter 2016-17 - 3° Dia

Paris Fashion WeekChris FranciniComment

Chloé: Trouxe a moda atual do boho chic! Adorei o contraste de tecidos leves x pesados. Casacos amplos usados com saias transparentes ou vestidos leves. A cartela de cores apresentou tons claros e delicados para a estação fria, ótima escolha! Atenção no truque de styling do lenço amarrado no pescoço, deixa o look invernal mais moderno.

Carven: Para o outono-inverno 2016/17, a marca buscou referências dos anos 60, que podemos encontrar nas silhuetas, saias curtas e cores ton sur ton! Um desfile jovem e styling bem próximo ao street style. Adorei todas as peças lilás e botas curtas com as meias aparecendo.

Paco Rabanne: Apresentou um desfile contemporâneo e cheio de atitude! Silhuetas mais amplas, botas grandes e tecidos que se intercalam entre o jeans e o neoprene dão um tom street style para a coleção. Nas estampas, aparecem tigres e flores de cerejeira, característicos do Japão.

Balmain: Olivier Rousteing reforça a essência da marca com silhuetas bem marcadas e bordados trabalhados em todas as peças. Corseletes, cintos grossos e saias balonês, muitas vezes combinados com casacos e capas. Os babados e peles surgem nos vestidos, calças e macacões no mix de seda, transparência e pompos. Destaque a cartela de cores claras e as botas até a coxa, que estará presente na temporada.

Barbara Bui: O tartan é elemento-chave da coleção e muitas vezes está presente no look inteiro. O tecido de vinil, felpudo e transparência recebem uma cartela de cores limitado ao preto, vermelho e verde, com pequenos detalhes em roxo e amarelo. 

Rick Owens: Para esta coleção, o estilista traz grandes proporções. Vestidos e blusas com amarrações assimétricas. Apostou em casacos acolchoados e de pelos, que remetem ao conforto. Alguns modelos desfilaram com impactantes casulos de algodão no rosto, representando o clima dramático do desfile com uma cartela de cores que contrasta tons sóbrios: marrom e cinza com cores claras.

Lanvin: O primeiro desfile sem o criador da marca, Alber Elbaz, foi sem impacto. Aparentemente, todas as tendências das últimas temporadas foram reunidas em uma só coleção. Faltou proporção e atitude. Boa cartela de cores!

PFW Fall/Winter 2016-17 - 2° DIA

Paris Fashion WeekChris FranciniComment

Courrèges: A marca segue com a sua temática futurística, apostando em jaquetas, vestidos e mini saias de tecidos variados e coloridos, que deixam a coleção mais alegre! Atenção para os suéteres de gola rulê que estiveram presentes em quase todos os looks. Uma coleção bem comercial, com a proposta de criar um desejo imediato no público, tanto que, uma parte da coleção estará nas lojas a partir de hoje.

Maison Margiela: Para esta temporada, o estilista John Gagliano apresentou uma coleção com muitas sobreposições e um mix de tecidos com diferentes pesos, como: o couro, tricô, brilho, fosco. A silhueta sempre marcando a cintura. Um impacto visual e ao mesmo tempo comercial. 

Dries Van Noten: Uma coleção atual e cheia de referências. O estilista segue com um dos elementos fortes da estação, a bedtime, ou seja, calças amplas e camisolas completadas por um mix de brilhos e/ou estampas animais. As estampas de onça são destaque em quase todas as produções. Atenção para os diversos lenços no pescoço, eles dão um toque moderno ao look. 

Rochas: Explorou o estilo grunge com um toque luxuoso, ao misturar de minimalismo floral e muito dourado! Em sua nova coleção, a marca trouxe as principais referências da temporada, como a transparência e o veludo. As camisas por baixo de vestidos também seguem em alta! 

PFW Fall/Winter 2016-17 - 1° DIA

Paris Fashion WeekChris FranciniComment

Anthony Vaccarello: No primeiro dia da Paris Fashion Week, a marca traz uma coleção bem assimétrica, com minissaias de couro e calças skinny cheios de amarrações e rasgados, combinados com blusas de renda e tela, que entram direto no estilo sensual. Em uma cartela de cores sóbrias, o musgo foi um dos principais destaques do desfile.