CHRIS FRANCINI

spfw20a

SPFW – 2º Dia

Chris Francini, Conteúdo da Chris, Dica da Chris, Fashion, Escolhas da Chris, ModaChris FranciniComment

Animale: A marca voltou com a camisaria total no guarda-roupa feminino, tanto com modelos mais acinturados, como mais compridos, que trazem o lado masculino da camisa. A coleção busca o contraponto ao apostar em minissaias com casacos pesados. A sensualidade da mulher ficou por conta das echarpes no pescoço e em uma referência forte lá de fora, as botas com salto alto de acrílico. Combinação de cores pêssego, branco, amarelo e verde. Vale reparar nos tons entre sapato, bolsa e roupas.

Uma Raquel Davidowicz: É uma mulher urbana que faz sobreposições como ninguém, saias e vestidos sobre calças justas, silhueta mais solta e confortável que remete aos looks urbanos. A coleção também traz botas com acabamento em zíper.

Ronaldo Fraga: Nesta temporada, o tema “amor” pontua na coleção do estilista, que abusa de estampas do símbolo do coração e imagens do próprio órgão, além de flores, poemas e notas musicais. O desfile, que começou com vestidos de seda brancos com delicadas estampas, teve como ponto forte, looks em vermelho e outras cores vibrantes.

Lilly Sarti: Coleção toda mística, com tecidos mais fluidos em várias texturas. Brincaram com transparências e recortes inusitados, que reforçam o sensual chic que a mulher de São Paulo adora! As peças são bem femininas e o destaque ficou por conta de um truque de styling: os punhos pretos em tricot, amei!

Fotos: Agência Fotosite

SPFW – 1º dia

Chris na SPFW, Tendências, Moda, Chris Francini, Conteúdo da Chris, Dica da Chris, FashionChris FranciniComment

A 40ª edição do SPFW teve início ontem com o desfile isolado de Alexandre Herchcovitch. O estilista comemora, junto com a semana de moda, 20 anos de carreira e segue sua estética de contrapor o feminino e o masculino nas suas coleções.

Alexandre Herchcovitch: Primeiro estilista a se apresentar nesta temporada, Alexandre usou muito o leve e o pesado no mesmo look, apostando em tecidos masculinos, como a alfaiataria contrapondo com peças mais delicadas e sexys. Destaque para as fendas e aberturas em lugares estratégicos do corpo feminino. Reforçou amistura de materiais como vestidos de cetim e botas bem pesadas, que remetem ao fetiche. A cor principal do desfile foi o preto, um pouco de branco e a aparição de estampas xadrez e pied de poule.

Fotos: Agência Fotosite